5 mai 2012

Vida Errada

Submitted by bardo

Era fim de tarde e eu queria a morte. Olhava aquelas pessoas hipócritas e passava mal. Até aquela galera que se encontrava sempre na pracinha não passava de um bando de falsos. Emos falando de sofrimento só pra ver se conseguiam sair com alguém. Amigos do peito que só sabem falar mal pelas costas. Um bando de santinhos que longe dos olhos de todos fazem tudo errado...

- Cê tá legal?

- Tou.

Essa vadia vem me perguntar se estou legal... Até parece... É a mais falsa de todos. Quero morrer hoje se ela não deu pra todo mundo da turma já. Pensando bem, quero morrer hoje independente disso...

Ninguém tá nem aí pra nada mesmo... Se o professor de Literatura dá em cima dos meninos, se a Jose foi estuprada pelos colegas da classe na última festa e começou a usar drogas pra fugir, ninguém tá nem aí pra nada mesmo...

Pior que eu tou ficando igual. Não queria ter dito "Tô" praquela outra. Queria ter mandado ela se foder. Essa vida é uma merda mesmo. Ninguém aqui sabe o que quer da vida e acham que vão viver essa vidinha pra sempre.

A ponte... Já estou aqui, é? Nem notei que tinha saído de lá. Já que tou aqui, vou pular logo. Dizem que à tardinha é quando passam os anjos. Vai que eles me levam. Também, se não levarem que se fodam.

- Ei! Vera!

Água... Antes de cair alguém gritou o meu nome. Merda! Vão me tirar daqui. Posso nem morrer em paz? Eu só queria a morte. Por que ela não me quer?

Avalie: 
No votes yet

Comentar