20 fev 2010

Escarlate #48 - Qual Lado?

Submitted by bardo

“Ela passou caminhando... Na forma de dragão mesmo.”

“Foi, Eve. Certamente ela ouviu alguma coisa.”

“Foi o que pensei... Ela deveria entrar voando ou caminhando tranquilamente na forma humana.”

Zand e Willen, a postos, esperam, de cima do “muro”, o momento certo de entrar no salão principal. Não há passagem até lá, mas o chão é fino e Eve já dissera que daria um jeito.

“Knova já passou. Será que Rubi não conseguiu encontrar uma saída a tempo?”

“Não se preocupe, Zand. Apenas esteja preparado para entrarmos a qualquer momento. No fundo pouco importa se conseguiram ou não achar uma saída. Mais cedo ou mais tarde vão encontrar, é quando teremos que agir.”

“E o que você vai fazer exatamente, Eve?”

“Eu faço vocês chegarem lá, o resto é com você.”

Está tudo escuro e Zand e seu mestre quase não respiram. Se houvesse luz, a expressão apreensiva dos dois seria facilmente revelada. Mas não há.

“Não se preocupe, Zand.”

“Entenda, eu estou bem. Não preciso...”

“Eu sei. ... Não precisa me dizer que é um aventureiro que já participou de várias missões: eu sei disso. Eu sinto isso perfeitamente. Mas esta é diferente de todas as outras e não é errado ou estranho você estar nervoso, preocupado e confuso.”

Zand não responde.

“Ainda está me ouvindo?”

“Estou.”

“Continue atento. Não se distraia. E não se preocupe que vai dar tudo certo.”

“...”

“O mais engraçado é que não sei se você está mais preocupado com Knova ou com Rubi. Sinto quase como se você quisesse que as duas brigassem entre si para você mesmo não ter que escolher de que lado ficar.”

“Eu já fiz minha escolha.”

“Fez, mas são quase que apenas palavras. Não fez sua escolha com segurança ainda. Fez sua escolha para ter uma posição a mostrar para os outros, é como se não tivesse feito sua escolha por você mesmo.”

“Você está certa...”

“Não se preocupe. A dúvida é normal quando chega o momento decisivo, o ponto sem volta. Se quiser mudar de ideia talvez nem mesmo haja tempo, mas o momento é este. Este é o ponto sem volta.”

“Não, não posso mudar de ideia.”

“E te digo isso porque gosto de você, apesar de te conhecer nessas condições e há tão pouco tempo. Sinceramente não sei te dizer qual dos dois caminhos escolheria caso fosse eu que estivesse nessa situação.”

“...”

“Então decida-se realmente. No campo de batalha não há lugar para dúvidas: ou você está de um lado, ou do outro. Ou está em um dos lados, ou está contra os dois.”

“...”

“Sinto muito, aventureiro. Seu tempo acabou.”

Quase ao mesmo tempo em que Eve comunica isso telepaticamente, Zand e Willen ouvem um berro monstruoso, seguido de pancadas e sons de eletricidade.

- Vamos! - Willen grita e pula com Zand na parte de piso fraco.

Eve-64 apenas toca o piso e ele se desmancha. Sem saber como exatamente isso aconteceu, estão os dois de pé no meio do enorme corredor, vendo apenas uma luz mais adiante. E eles correm em direção à luz e ao barulho, para cumprirem com o planejado.

Avalie: 
No votes yet

Comentar