30 ago 2006

A Espera

Submitted by bardo

E segue seus confusos passosAs Asas da Águia
A águia negra enlouquecida
Sua alma já está em pedaços
E ainda mais é destruída

A cada cidade que inflama
Em fúria, a cada cidade
Sua alma é quem mais baixo clama
Pela volta da sanidade

Explodem casas, quedam muros
Segue mais louca a fúria alada
Tremem já os alvos futuros

População desesperada
Quem a salvaria do apuro
Espera o herói (conto de fadas)

-- Cárlisson Galdino

Avalie: 
Average: 5 (1 vote)

Comentar