Os Tempos Antigos

Dos tempos antigos, que saudade!
Quando era paz um pouco de chão
Ter família e uma plantação
Não havia outra necessidade

Que saudade, mesmo! Que saudade!
Mesmo entre homens de tanta ambição
Quando a guerra era a solução
Longe ou sob a chama da verdade

Mas é hoje a vida tão ignota
Numa guerra, que lado escolher?
Qual lado é o justo não se nota

O que vale? Ganhar? Se render?
Se a vitória às vezes é derroa
E é vitória não se sabe o quê!

-- Cárlisson Galdino

Avalie: 
Average: 5 (1 vote)

Comentários

imagem de Pensador Louco

Não pude deixar de pensar, enquanto lia teu poema, na nostalgia de uma época em que a vida realmente era mais simples. Grande poema meu amigo. 8)

imagem de bardo

É, muita coisa evoluiu, inclusive a insatisfação e ansiedade. Caso sério.

O engraçado é que eu escrevi essa poesia "nos tempos antigos" (há um bom punhado de anos). :-P

Abraço

Comentar