Magia da Música

No princípio, era o som. A Vida, o Universo e tudo o mais são pura magia. Magia é arte.

Pitágoras acreditava que a estrutura da música bastaria para explicar a estrutura do Universo. O estudo da Música era a chave para o conhecimento do Cosmo.

Astrologia também é Música, acredita? Vejamos... Bom, o que vou falar agora vai fazer mais sentido para você se você conhecer um pouco de música e astrologia, mas vejamos...

Pegue uma corda estirada e ela dará uma certa nota. Visualize esta corda como um círculo, ok? A metade da corda estará a 180 graus e o som produzido é exatamente uma oitava acima do tom da corda inteira, certo? É a Oitava Justa. Na Astrologia, temos a oposição.

Pegue 1/3 da corda e que som sairá? A Quinta Justa! Trata-se da dominante da nota produzida com a corda solta. Na astrologia, 1/3 do disco são 120 graus e encontramos o trígono, aspecto muito harmonioso entre signos (trígonos sempre envolvem signos de um mesmo elemento).

Pegue 1/4 da corda e o que temos? A Quarta Justa, ou subdominante. Na astrologia, temos a quadratura (90 graus), um dos aspectos mais fortes entre dois signos.

O que os três têm em comum na Música? São tons justos, ou seja, são tons maiores, mas em intervalos que harmonizam perfeitamente com a tônica (a corda solta). A Segunda, a Terça, a Sexta e a Sétima são chamadas apenas de maiores e não são referidas como justas.

O que os três têm em comum com a Astrologia? Junto com a Conjunção (dois astros exatamente no mesmo signo), a Oposição, o Trígono e a Quadratura são os aspectos mais fortes que dois astros podem formar entre si.

Será que é só coincidência mesmo?

P. S.: Artigo resgatado do meu antigo e extinto blog Magia da Terra.

P. S. 2: Foto utilizada neste post.

Special: 
Avalie: 
No votes yet

Comentar