31 ago 2015

Knights of Sidonia

Submitted by bardo

Hoje queria sugerir um excelente anime, trazido ao Brasil pela Netflix: Knights of Sidonia. Sidonia é uma nave-cidade que vaga pelo espaço após um ataque à Terra feito por criaturas espaciais monstruosas.

Já são duas temporadas curtas disponíveis. Se você é assinante e gosta de animes, confira que está muito bom!

Special: 
24 ago 2015

10 Podcasts

Submitted by bardo

Seguindo a linha dos Top 10 (linha que não deve ser tão cumprida assim, já já termina), hoje apresento 10 recomendações de podcasts, para quem ainda não entrou ou só colocou um pé na mídia até agora.

Se você não sabe do que eu estou falando, dê uma olhada nesses slides que eu fiz para o Politicast, que é a primeira sugestão (puxando a brasa pra minha sardinha):

  1. Politicast - Podcast ainda novo, com 18 episódios até agora. Tratando de políticas e notícias. Sou o host. Política faz parte da vida!
  2. Mamilos - De dentro do Brain9, Juliana Wallauer e Cris Bartis tratam de temas atuais e, frequentemente, polêmicos
  3. Anticast - Vizinhos do Mamilos, tem como mote "A visão do designer sobre o mundo". Tenho apreciado bastante suas conversas (pelo menos quando não stão discutindo design, história da profissão...)
  4. Scicast - Silmar Geremia e sua equipe mantem o autointitulado "podcast sobre ciência mais divertido da Internet brasileira".
  5. Costelas e Hidromel - Um podcast muito bom sobre mitologia, parte do portal Meia-Lua pra Frente Soco
  6. Matando Robôs Gigantes - Cinema, games, livros e quadrinhos. Um dos pontos altos do MRG é que eles conseguem fazer análise e opinião bastante completas (na medida do possível) sem dar spoilers
  7. Ultrageek - Podcast bem-humorado sobre assuntos nerd/geeks. Alerta: temas adultos chegam com certa frequência.
  8. LexCast - Comecei a acompanhar há pouco tempo, mas gostei e recomendo. Fala de leis em uma linguagem para  leigos.
  9. Vale a Pena ou Dá Pena? - Episódios-relâmpago dando opinião sobre títulos recentes no cinema.
  10. Nerdcast - O maior e mais antigo em atividade. Referência para todos. Não poderia faltar na lista, embora pouca gente que acompanhe podcasts não os conheça.

Ultimamente tenho acompanhado muitos, mas não ouço religiosamente todos, só alguns. Minha lista no AntennaPod conta com quase 30 programas!

Special: 
18 ago 2015

Marvel Puzzle Quest

Depois dos 10 aplicativos livres para Android (+5 +1), chegou a hora de eu sugerir alguns aplicativos não livres. Esta lista inclui os aplicativos que ou são gratuitos ou oferecem versões gratuitas que, embora às vezes limitadas, são interessantes. Eles também demandam muito pouco recurso computacional do celular. A lista não está em ordem de mais importante, está meio aleatória.

  1. Robo Defense - Tower defense leve e simples, mas bem interessante. Primeiro, que a horda invasora não tem caminho certo, pode andar por todo o mapa. Você também pode colocar a torre por todo o mapa (desde que não feche o acesso à sua base).
  2. Into the Dead - Jogo de corrida infinita em primeira pessoa, onde você corre para desviar e fugir dos zumbis. Pode utilizar sensor de giro ou a tela sensível para jogar.
  3. Hill Climb Racing - Você controla um veículo através de um cenário (visão lateral). Controlando aceleração para frente e para trás, você ganha pontos fazendo mirabolâncias, mas tem que evitar que o carro vire ou mesmo que o motorista toque qualquer objeto, o que é fatal. Lembra o jogo livre Xmoto, que é para desktop. Hill Climb, porém, vai liberando veículos dos mais diversos.
  4. RPG Band of Monsters - Um JRPG em um mundo de monstros colecionáveis. A mecânica dos monstros é bem esquisita (por exemplo, você pode combinar dois monstros e assim criar um terceiro (que pode ser do mesmo tipo de um dos dois ou um totalmente diferente). Apesar da maluquice, é um RPG divertido.
  5. Duolingo - Ferramenta que gamifica o aprendizado de idiomas. Para falantes de Português, estão disponíveis Inglês, Espanhol e Francês.
  6. Marvel Puzzle Quest - A ideia é misturar o "jogo das bolinhas" (Candy Crush, Bejeweled...) com o universo Marvel. São feitas batalhas com trios de personagens. Quando se destroi trios de bolinhas de uma cor, um estoque daquela cor é aumentado. Esses estoques podem ser utilizados para golpes especiais, que variam por personagem. Falando assim, parece um jogo bem besta (e deve ser mesmo), mas é bem divertido.
  7. Podcast Addict - Um bom agregador de Podcast
  8. TED - Permite o acesso ao banco de palestras do TED
  9. SigaLei - Permite acompanhar o andamento das leis lá no Congresso. Você pode pesquisar e seguir leis, sendo alertado sobre cada mudança referente a elas.
  10. Final Fantasy All the Bravest - Um joguinho diferente, fazendo referência aos clássicos da franquia. Não sei com o que comparar, a jogabilidade é meio maluca.

Agora alguns aplicativos interessantes que exigem conta paga ou que podem ser controversos quanto a questões legais.

  1. Super Retro - Emulador competente de Super Nintendo.
  2. Mangás Brasil - Permite acesso a mais de 1000 mangás, traduzidos para Português.
  3. Netflix - Acho que dispensa apresentação: o streaming de video mais popular da atualidade. Uma "locadora na nuvem".
  4. Spotify - Streaming de audio. O "Netflix da música".
Special: 
4 ago 2015

Esta é uma das listas de indicações que eu havia prometido. Montei um Top 10 dos software livres para Android que eu utilizo. Todos estão no repositório F-Droid, portanto, o aplicativo do próprio F-Droid ocuparia a posição zero da lista.

Lembrem-se que para adicionar aplicativos de outras fontes externas ao Google Play, é preciso alterar a configuração do seu smartphone. Vá nas configurações, clique em Segurança e marque a opção Fontes desconhecidas. Claro, com isso você deve ter cuidado para não instalar aplicativos de outros lugares, pois eles serão instaláveis.

O aplicativo do F-Droid não é realmente necessário. Você pode muito bem baixar os pacotes dos aplicativos F-Droid todos sem ter o gerenciador instalado, mas ele facilita a vida, inclusive avisando sobre eventuais atualizações.

Como é difícil selecionar só 10 e alguns aplicativos só são úteis se formos usuários de certos serviços, montei o Top 10 só com aplicativos independentes de serviços onde você precisaria criar uma conta de usuário. E ao fim, recomendo 5 aplicativos para esses outros casos. Segue a lista principal:

  1. Firefox - quem não conhece o navegador da raposa? Esta é a versão para Android
  2. AntennaPod - gerenciador de podcasts. Busca nas bases gpodder e iTunes. Oferece muitas opções de configuração. Você tanto pode baixar os episódios como pode ouví-los por stream
  3. Search Light - já teve a impressão de que "flash" de câmera de celular não serve pra nada? Você pode usá-lo como lanterna nos momentos de necessidade com este minúsculo (mas funcional) aplicativo
  4. GigaGet - às vezes precisamos de um gerenciador de downloads
  5. Amaze - ou de um gerenciador de arquivos (necessário, entre outras coisas, para importar um OPML para o AntennaPod)
  6. DiskUsage - seu cartão SD está cheio e você não sabe "de quê"? O DiskUsage mapeia todo o conteúdo po espaço ocupado. Muito útil!
  7. Apollo - é bom ter um tocador de mídia no celular. Apollo é um simples e funcional. Um dos recursos que tem é permitir adicionar uma música como toque
  8. Jamendo - conhece o serviço Jamendo? Ele reune uma infinidade de albuns musicais distribuídos sob licenças Creative Commons. Seu aplicativo permite ouvir remotamente ou mesmo fazer download de seu conteúdo
  9. Sudoku Free - quem não gosta de um jogo para passar o tempo? Este sudoku, além das modalidades tradicionais, oferece algumas variantes curiosas e desafiadoras
  10. Identiconizer - se você tem muitos contatos sem foto e gostaria de ter uma identificação visual única para cada um deles, este aplicativo resolve seu problema. Você pode escolher o estilo de foto gerada, a cor principal, e mandar ver. Nenhum dos seus contatos sem foto vai deixar de ter um "ícone". Funciona até para contatos em fontes remotas

Agora, o extra anunciado: 5 aplicativos que dependem de conta em serviço. Os aplicativos são livres.

  1. Telegram - até o momento, a melhor alternativa que conheço ao Whatsapp. Infelizmente o serviço não é livre, só os clientes. Porém, eles também oferecem cliente web (que funciona)
  2. ownCloud - se você utiliza o software livre para nuvem owncloud para sincronizar o desktop, vai gostar deste aplicativo. Além de permitir acesso (e sincronia) com arquivos específicos, também permite o upload automático das fotos e videos que você produzir
  3. DAVdroid - com um servidor CalDav, você pode sincronizar os contatos da sua agenda com uma nuvem. Utilizo o próprio owncloud para isso
  4. Tigase Messenger - este é um dos clientes Jabber/XMPP para Android. Suporta múltiplas contas simultâneas
  5. AndStatus - por fim, se você é adepto também da rede de microblog GNU Social, pode interagir com a rede através deste aplicativo

Tem muito mais aplicativos lá. Minha lista inicial era bem maior do que esta. Sugiro que dê uma olhada lá no site do F-Droid para conhecer as opções livres.

31 jul 2015

Os Donos do País

Submitted by bardo

Era uma vez um país. Um país cujos cidadãos viviam felizes, até que um dia ocorreu uma tragédia. Uma tragédia chamada “golpe militar”.

Mas essa tragédia não aconteceu por acaso, nem foi de surpresa. Os donos do país tinham muito medo, pois viam outros países passando por transformações em nome da igualdade entre as pessoas. Os donos desse país sabiam muito bem que igualdade social significa garantir direitos a todos. E sabiam que o aumento de direitos da população significaria também diminuição de privilégios seus. Por isso o medo.

O medo fez com que atacassem o governo e, para isso, utilizaram seu principal instrumento. A pena é mais forte que a espada, então começou a acusar o governo e noticiar de maneira obstinada e enfática qualquer suspeita de corrupção, para que a as pessoas tivessem cada vez mais ódio daquele governo. Tudo isso terminou com os militares tomando o poder.

Os donos do país ficaram felizes, pois o risco havia passado. Logo depois perceberam que, na verdade, iam perder privilégios de qualquer maneira. A partir daquele dia, foram proibidos de falar sobre corrupção no novo governo. Talvez os militares tenham percebido como “corrupção” era um tema capaz de mover montanhas. E, assim como não podiam falar de corrupção, nada de falarem de censura, ditadura, nada de falar mal do poder. Nada de noticiar desaparecimentos de pessoas. Não podiam mais sequer se reunir para conversar sem serem vistos com desconfiança - ou mesmo serem acusados e levados embora – pelos militares daquele país.

Mas tudo bem, afinal seus privilégios econômicos estavam assegurados.

O tempo passou e a ditadura militar caiu, décadas depois. Foi um alívio para os donos do país, que agora teriam novamente os privilégios perdidos. Foi muito bom ter poder econômico, mas aquele poder verbal, que havia sido capaz de derrubar um governo, fazia muita falta.

O bom para eles é que nessas décadas de poder militar, por obrigação imposta, os donos do país terminaram aprendendo a escrever distorcendo as verdades, destacando pontos que interessavam, omitindo outros; construindo assim notícias que atendessem às necessidades daquele tempo em que não se podia falar o que se pensa. Com o fim da tal ditadura, os donos do país resolveram continuar agindo daquela mesma forma, só que dessa vez para atender a interesses próprios.

Na ponta da pena ou da câmera de seus funcionários, ilustres desconhecidos se tornam heróis ou vilões, gigantes massas de insatisfeitos desaparecem, punhados de outros insatisfeitos viram manchete, políticos viram sábios salvadores, enquanto outros se tornam corruptos incorrigíveis. Assim seguiram os donos do país até hoje, controlando as pessoas com seu poder verbal, em todas as formas de noticiar. Jornais cheiram muito mal, mas como o povo, que o lê há tantos anos, vai notar o cheiro? Ora, já se acostumou a ele e sequer o sente!

Assim seguem os donos do país, controlando as massas com closes e vírgulas, enquanto morrem de medo de terem seu poder limitado. Sempre houve quem diga que as pessoas têm direito de serem informadas corretamente sobre os fatos, mas os donos do país sabem muito bem que esse direito afetaria um importante privilégio que hoje eles têm: o Monopólio de Opinião.

-- Cárlisson Galdino
-- Publicado no Informativo ACALA 2015

Special: 
22 jul 2015

Eleições 2015 na UFAL

Submitted by bardo

UFAL - Eleições 2015

A Universidade Federal de Alagoas, uma das empresas com maior orçamento do estado, conta hoje com 3 campi, estando instalada em várias cidades (mesmo porque além dos campi existem os polos).

Com eleiçõs para reitor marcadas para dia 2 de setembro, três chapas estão em campanha, enfrentando as dificuldades de se fazer campanha durante uma greve.

Para quem quer conhecer um pouco, as 3 chapas são:

  1. Outra UFAL - reitora Valéria Correia e vice-reitor Prof. Vieira - ela, diretora da Faculdade de Serviço Social; ele, coordenador do curso de História, no Campus Sertão
  2. Seja mais UFAL - reitora Rachel Rocha e vice-reitor Zé Carlos - ela, vice-reitora da gestão atual; ele, diretor do Instituto de Matemática
  3. Muda UFAL - reitor Marcio Barbosa e vice-reitora Eliane Cavalcanti - ele, presidente da Adufal; ela, diretora do Campus Arapiraca

Características interessantes a se notar: todas as chapas têm os dois gêneros representados; as duas chapas de oposição tem como vice uma representação do interior do estado. Será que tem algum significado?

Bem, quem se interessar por essa disputa pode visitar os sites dos candidatos para conhecê-los melhor.

Special: 
19 jul 2015

Novidades do Politicast

Submitted by bardo

Chegamos à edição 14 do Politicast, um podcast para discutir política. A gravação vinha sendo feita com o gravador do celular mesmo. Vinha funcionando, mas às vezes a qualidade estava sofrível (o normal era a qualidade ficar apenas ruim). Comprei um gravador de voz digital, desses que usam pra gravar aula, pra estudar pra concurso. É um recurso bem  simples, mas acredito ter elevado um bocado a qualidade do som. Ainda não está 100%, a edição também é bastante simples, mas acredito que sejam suficientes para a proposta, no momento.

Junto a isso, agora temos um logotipo para o podcast e teremos futuramente mais spin-offfs além do Politicast News. Confiram os temas que já discutimos por lá:

  1. Impeachment (ep. 1 e 2)
  2. Desigualdade Social (ep. 4, 5 e 6)
  3. Mudanças Alimentares (ep. 8 e 9)
  4. Os TAEs (ep. 11, 12 e 13)
  5. Os episódios 3, 7, 10 e 14 tratam de notícias gerais e opiniões sobre elas.

Se ainda não conhece a iniciativa, convido a dar uma olhada por lá e comentar o que achou.

  

No 14º episódio (/News/), tratamos da Grécia, de Eduardo Cunha, Lava-Jato... A propósito, pensando bem tinha uma piada pronta que deixamos passar nessa história de os carros do Collor serem levados na operação Lava-Jato.

Enfim, é isso. Confiram o Politicast, que é praticamente a única iniciativa internética que venho mantendo nos últimos meses. Espero mais pra frente poder voltar a escrever conteúdo de fantasia e poesia novamente aqui para o site. Até lá, além do podcast, você pode dar uma navegada por aí e ver textos antigos. Tem muito conto e muita poesia, além das novelas.

Abraço aos leitores!

Special: 
29 jun 2015

Informativo ACALA 2015

Submitted by bardo

No aniversário da ACALA deste ano foi lançada a nova edição do informativo ACALA. O informativo é lançado anualmente e já teve um tanto de edições. Nele, são apresentados artigos escritos por acadêmicos da Academia Arapiraquense de Letras e Artes. São crônicas, contos, poesias... O informativo é distribuído gratuitamente.

A novidade é que esta edição está publicada também em formato digital. Se quiser conferir os artigos publicados (incluindo um artigo meu), vejam lá no Youblisher.

Special: 
11 mar 2015

Na última segunda-feira foi ao ar a segunda e última parte da conversa sobre impeachment no Politicast. Se você ainda não ouviu, dá um pulinho lá! Os episódios estão sendo publicados em MP3, OGG e ZIP.

Sobre a lista de Janot, parece que "os donos do país" querem botar à força o nome da presidenta. Lá no Politicast também tem um artigo de opinião tratando disso.

Fiquei curioso com isso de que foi pedido arquivamento do nome da Dilma na Lava Jato, pois foi divulgada no Congresso em Foco a lista de todos os que devem ser investigados, juntamente com os pedidos de arquivamento por indícios insuficientes. Entre estes últimos, está Aécio e não está Dilma.

Pesquisando, encontrei alguns blogs que falam que foi feito esse pedido de arquivamento dela com base na Constituição, já que a acusação que ela sofreria dizia respeito ao período anterior à primeira posse como presidenta.

Encontrei a fonte disso tudo: um artigo do Estadão publicado no dia 5.

Continue lendo no Politicast.

Páginas

Subscribe to Cordeis.com RSS